De tudo ficam três coisas:

 

A certeza de que estamos começando,

a certeza de que devemos continuar e 

a certeza de que podemos ser

interrompidos antes de terminar.

 

Fazer da interrupção um novo caminho,

fazer do medo uma escada,

do sonho uma ponte e

da queda um passo de dança.

 

Fica, a certeza do reencontro, 

fica, o desejo de boa sorte e

fica a vontade de que

Lutes e venças!

 

                                     Fernando Pessoa

Siga

Neste artigo, o terceiro da série, vamos refletir sobre o desempenho financeiro do RGPS, um dos mais importantes regimes de previdência. Nossa indagação estará mais uma vez balizada pelos grandes números, não descendo a pormenores, dominados por especialistas. Tais inv...

No recente post sobre o tema, de 16 de fevereiro [1], argumentamos que a explosão do balanço previdenciário da União nos anos mais recentes não é, nem deve ser, parâmetro para estudos e projeções sobre o déficit futuro, pois ocorreu em período atípico, de forte retraçã...

Agora que a intervenção no Rio assumiu o protagonismo da agenda nacional surge uma brecha para discutir a questão da previdência com menos calor. Essa novela frequenta o debate econômico há décadas. Na recente controvérsia foi insuflado um senso de catastrofismo que pr...

Please reload

  • Twitter Basic Square