De tudo ficam três coisas:

 

A certeza de que estamos começando,

a certeza de que devemos continuar e 

a certeza de que podemos ser

interrompidos antes de terminar.

 

Fazer da interrupção um novo caminho,

fazer do medo uma escada,

do sonho uma ponte e

da queda um passo de dança.

 

Fica, a certeza do reencontro, 

fica, o desejo de boa sorte e

fica a vontade de que

Lutes e venças!

 

                                     Fernando Pessoa

Siga

Em postagem de janeiro deste ano [1], dizíamos que em matéria de mobilidade "uma grande mudança está em curso, movida por tecnologias de ruptura que alteram comportamentos e criam novas expectativas." Pouco mais de seis meses se passaram e a velocidade das transformaçõ...

Durante o ano passado em várias oportunidades abordamos neste blog questões ligadas às altas taxas Selic e à estrutura fiscal injusta do “bolo fiscal” no Brasil e aos efeitos recessivos assim gerados, inibidores do desenvolvimento econômico e da distribuição de renda (...

Recente documento da FIESP, de novembro último, “Situação Econômica do País e a Deterioração Financeira da Indústria de Transformação”, apresenta um quadro sombrio da economia brasileira e formula propostas para reanimá-la.[1]

A esse respeito o meu amigo que pensa...

Os meios de mobilidade nas grandes cidades brasileiras aos poucos se fortalecem com a aquisição de frotas de ônibus formadas por veículos maiores, modernos, dotados de recursos tecnológicos de informação e com a implantação dos corredores tipo BRT, o incremento da bilh...

Reproduzo a página B18 do caderno Negócios do Estadão de 26 de fevereiro.

 

São focalizadas duas grandes empresas brasileiras, ex-estatais, ambas expostas à crise e sofrendo as suas consequências, em competições de vida ou morte nos mercados globais.

 

Qual...

Please reload

  • Twitter Basic Square