"Order, order"...no Parlamento britânico...

...e aqui, dramático emblema da política em nosso país

O Estadão de hoje publica em sua página A8 a foto abaixo, ilustrando matéria sobre a Câmara e os partidos, em penosa etapa da crise política no Brasil.

Deputados em sessão de revisão da meta fiscal de 2016

Observemos a foto e as "rodinhas de papo" enquanto transcorre a sessão.

É dessa forma que o nosso Parlamento discute e delibera sobre os rumos do país, suas opções fundamentais que afetam a vida de milhões?

É possível, nessa atmosfera de desatenção que fala por si, tratar de políticas baseadas em valores, em direitos e deveres, em dignidade humana, em virtudes democráticas?

Em pelo menos um aspecto, a Câmara dos Comuns britânica e a Câmara dos Deputados brasileira se assemelham: a quantidade de parlamentares é maior do que a de assentos disponíveis.

http://english.aawsat.com/2014/10/article55337470/british-parliament-to-debate-motion-to-recognize-palestine


No Parlamento britânico, há 650 deputados eleitos e somente 427 assentos. Há regras para administrar a escassez. Além disso, uma contínua advertência do "Speaker of the House" (equivale ao Presidente da Câmara) exige ordem no plenário, nos dias mais conturbados: "order, order, order...".


Sabemos que no plenário da Câmara brasileira são 513 deputados para 396 assentos disponíveis. Ninguém, fora os líderes, tem lugar marcado. Mas não seria possível estabelecer alguma disciplina, interditar o uso de celulares, fazer rodízio dos assentos, proibir o acesso de deputados à plataforma da mesa diretora, transferir a área dos que não podem sentar para a retaguarda do plenário, coibir o ajuntamento perto do microfone de apartes, etc etc? Obter, em suma, um pouco de ordem na Casa?

Mais sobre esse assunto, neste site, na página "Inesperada Reforma Política"

#Parlamento #Política

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo